Quem está ou já passou pelo ambiente universitário teve contato com algum tipo de trabalho científico, como livros, resenhas, papers, teses, monografias e dissertações, por exemplo, que são gêneros textuais característicos desse contexto de práticas. Mas você já parou para pensar como se faz para publicar um artigo acadêmico? Trata-se de um dos formatos de texto mais frequentes e relevantes no domínio da ciência.

Neste texto, vamos mostrar de que maneira é possível publicar essa modalidade de trabalho, também denominada de artigo científico. Serão abordadas as suas principais características, os pré-requisitos para que um profissional possa publicá-lo, os procedimentos necessários para fazer a publicação e como ela ocorre no caso dos autores que são afiliados à CONAMP. Confira agora mesmo!

O QUE CARACTERIZA UM ARTIGO CIENTÍFICO

O artigo científico é definido como um texto que relata, descreve, analisa e discute um estudo de natureza acadêmica, feito em universidades ou contextos profissionais. O trabalho desenvolvido pode tanto abordar os resultados de uma pesquisa teórica ou bibliográfica, quanto tratar dos dados obtidos a partir da realização de experimentos e coletas de dados de diferentes tipos, como entrevistas e questionários.

Em geral, o artigo acadêmico segue uma estrutura padrão. Nele, além do título, devem estar presentes as seções de introdução, objetivos, justificativa, referencial teórico, metodologia, resultados, conclusões e referências. É comum que o local em que o trabalho será publicado também solicite a inclusão de um resumo do artigo e palavras-chave, que são termos que facilitam a busca eletrônica do texto.

Essa organização pode variar um pouco de acordo com a instância de publicação do trabalho, embora os elementos principais sejam os indicados acima. No entanto, ainda que possa haver alguma variação em sua estruturação, a modalidade de língua e o estilo de escrita que devem ser empregados se mantém uniformes, de modo que exigem-se o uso da norma padrão, bem como objetividade, clareza e concisão na produção do artigo.

Geralmente, os artigos científicos são publicados por revistas — eletrônicas ou físicas  — de uma área específica do conhecimento, como direito, administração, medicina ou suas subáreas, como direito previdenciário, gestão comercial e neurologia, por exemplo. Esses periódicos podem ter classificação de sua qualidade — categorização chamada de qualis — e são publicados em números trimestrais, quadrimestrais, semestrais ou anuais.

Outro suporte de publicação de artigos acadêmicos são os livros, que podem ser elaborados tanto de forma virtual, quanto em papel. Nesse caso, são produzidas coletâneas de trabalhos sobre determinadas temáticas de pesquisa — que, em geral, dialogam entre si —, os quais são reunidos sob a forma de capítulos de livro. Trata-se de um formato editorial que tem se tornado cada vez mais comum.

PRÉ-REQUISITOS PARA UM PROFISSIONAL PUBLICAR SEU TRABALHO

Por se tratar de um tipo de produção textual especializada, é comum que as pessoas suponham que publicar um artigo científico exige o preenchimento de uma série de pré-requisitos por parte do profissional que pretende fazê-lo. Trata-se de um pensamento equivocado, uma vez que, embora existam determinadas condições, elas costumam ser bastante acessíveis para quem já atua acadêmica ou profissionalmente.

Como um artigo acadêmico tem natureza científica — não sendo, portanto, um artigo de opinião, como os que existem em blogs, sites e revistas de banca de jornal —, é preciso que derive de um estudo desse tipo e seja produzido por profissionais especializados. Isso significa que o autor do trabalho deve possuir formação, de preferência específica, na área em que desenvolveu a pesquisa e pretende publicá-la.

Nessa perspectiva, ao levarmos em conta que existem diferentes graus de qualificação acadêmica — superior e pós-graduação, por exemplo — bem como titulação — graduado, especialista, mestre e doutor —, não há pré-requisitos estabelecidos quanto a quem pode publicar um artigo científico. O que, pode haver, no entanto, são condições impostas pelo veículo em que o trabalho será publicado.

Existem periódicos científicos e editoras de livros responsáveis por publicarem artigos sob a forma de capítulos que impõem certos pré-requisitos aos profissionais que pretendem submeter os seus trabalhos. Geralmente, são as revistas que têm a classificação de qualis mais elevada que colocam algum tipo de exigência, como a titulação mínima de mestre ou até mesmo de doutor.

Contudo, muitos periódicos e editoras de reconhecida qualidade não impõem condições de formação acadêmica e profissional ou titulação aos seus autores. Portanto, mesmo os profissionais que possuem apenas o curso superior em uma determinada área do conhecimento e desenvolvem pesquisas científicas estão aptos a publicarem artigos acadêmicos resultantes dos estudos que desenvolveram.

PASSO A PASSO PARA PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA

Antes de iniciar o processo de submissão de um artigo científico a um veículo com autonomia para publicá-lo, é necessário que o profissional tenha desenvolvido uma pesquisa acadêmica. Em seguida, para que seja possível começar o processo de escrita do texto, o futuro autor precisa se inteirar sobre as diretrizes específicas do periódico ou da editora, nas quais constam suas normas de publicação.

É necessário também observar a existência de prazos para a submissão do trabalho. Depois de elaborar o seu artigo de acordo com as diretrizes do veículo de publicação, o profissional deve enviá-lo. Atualmente, tanto as editoras quanto as revistas possuem páginas eletrônicas, nas quais há o endereço eletrônico/físico para o qual o documento precisa ser enviado ou o local em que deve ser anexado.

Normalmente, é realizada uma análise técnica dos artigos que são encaminhados para a publicação, procedimento que padroniza os trabalhos e ajuda a garantir a sua qualidade. Dessa forma, em geral, existe uma comissão científica que avalia os artigos submetidos quanto ao mérito de cada um. Após essa apreciação, o artigo pode ser diretamente aceito diretamente para a publicação, enviado aos autores para ajustes ou recusado.

 

Como buscamos mostrar, publicar artigo acadêmico não é nenhum bicho de sete cabeças. Depois de ter feito a pesquisa, basta identificar qual será o melhor veículo para a publicação do seu estudo, se inteirar sobre as diretrizes para os autores e iniciar a elaboração do artigo. E tudo isso pode ficar ainda mais fácil se o profissional for afiliado da CONAMP.

Gostou deste post? Assine a nossa newsletter e fique sempre bem informado!

Gostou deste post?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM