Imprimir esta página
Terça, 01 Abril 2014 10:20

11ª edição do Prêmio Innovare será lançada amanhã

Em 2014, apenas a categoria especial tem tema pré-definido: "Sistema penitenciário justo e eficaz"

O Prêmio Innovare, uma das mais bem conceituadas premiações da Justiça brasileira, reúne amanhã (02) a diretoria, membros do Conselho Superior Innovare e da comissão Julgadora para o lançamento da 11ª edição, em Brasília. A cerimônia, que começa às 10 horas, contará com a presença do presidente da Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM), Giovanni Rattacaso, representando a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP).

Este ano, o tema para concorrer nas categorias Juiz, Tribunal, Ministério Público, Defensoria Pública e Advocacia será livre. Na categoria Prêmio Especial, o Innovare dará novamente oportunidade a profissionais graduados de qualquer área do conhecimento, que deverão inscrever, até o dia 31 de maio, iniciativas que já estejam em prática sob o tema “Sistema Penitenciário Justo e Eficaz”.

Confira o calendário Innovare 2014:

02/04 – Lançamento da 11ª edição do Prêmio em Brasília

08/04 – Lançamento da 11ª edição no TJSP

31/05 – Encerramento das inscrições

Sobre o Prêmio Innovare

Criado em 2004, o Innovare é uma das premiações mais respeitadas da justiça brasileira. O objetivo principal é identificar, premiar e disseminar iniciativas inovadoras realizadas por magistrados, membros do Ministério Público estadual e federal, defensores públicos e advogados públicos e privados de todo Brasil, além de profissionais graduados em qualquer área do conhecimento, que estejam aumentando a qualidade da prestação jurisdicional e contribuindo com a modernização da Justiça Brasileira.

O Prêmio Innovare é uma realização do Instituto Innovare, da CONAMP, da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, da Associação de Magistrados Brasileiros, da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep), da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Associação Nacional dos Procuradores da República e da Associação Nacional dos magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), com o apoio das Organizações Globo.

 

Fonte: com informações do Instituto Innovare