Imprimir esta página
Quinta, 26 Abril 2018 12:10

Inscrições para o Prêmio Innovare encerram no dia 30 de abril

Na segunda-feira (30) será finalizado o período de inscrições de iniciativas para a 15ª edição do Prêmio Innovare. O tema é livre e as seis categorias desta edição serão: Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania.

Os interessados em inscrever práticas inovadoras, que beneficiem a Justiça do Brasil, devem acessar o site: www.premioinnovare.com.br . 

Em 2017, na categoria Ministério Público, dentre as 104 práticas inscritas, a vencedora foi: “GesPro – Projeto de gestão administrativa das promotorias”, de Florianópolis(SC). De autoria de Barbara Elisa Heise, Karin Maria Sohnlein e Natane Thiesen, o GesPro objetiva profissionalizar a gestão das Promotorias de Justiça do Estado de Santa Catarina utilizando gestão de indicadores, gestão de riscos, pesquisa de satisfação do cidadão, entre outros aspectos do sistema de gestão da qualidade.

Prêmios para práticas contra a corrupção

Além da premiação tradicional, o Innovare dará destaque para um tema bastante atual: Combate à Corrupção. Será escolhido, entre todos os selecionados, uma prática que melhor represente os esforços para o combate à corrupção.

Esta não é a primeira vez que o tema Combate à Corrupção ganha destaque no Innovare. Em 2005, o Ministério Público de Santa Catarina ganhou o prêmio com a campanha “O que você tem a ver com a corrupção”, idealizada pelo promotor de justiça Affonso Ghizzo Neto. Em 2011, a Advocacia-Geral da União recebeu o Innovare pelo trabalho do Grupo Permanente de Atuação Proativa na recuperação judicial de valores desviados de instituições públicas em esquemas de corrupção. Em 2013, o promotor de Justiça Pedro Colaneri Abi-Eçab, de Porto Velho (RO) ganhou o prêmio também na categoria Ministério Público pelo trabalho “Estratégia Estadual de Combate à Corrupção”.

Em 2015, a categoria Justiça e Cidadania premiou a cidade de Maringá pela iniciativa “Observatório Social de Maringá e a busca pela transparência e Zelo na gestão dos recursos públicos”. No mesmo ano, o Innovare também homenageou, na categoria Ministério Público, a prática “Controle social e preventivo de licitações e obras públicas”, do procurador da República Renan Paes Felix, da cidade de Monteiro (PB)

Em 2016, duas iniciativas relacionadas ao combate à corrupção foram premiadas: a força-tarefa formada por procuradores da Operação Lava Jato ganhou o prêmio na categoria Ministério Público; e o Programa Suricato – Fiscalização integrada para melhoria das compras públicas, do Tribunal de Contas de Minas Gerais, foi homenageado na categoria Tribunal.

Sobre o Prêmio

A premiação foi criada em 2004 e é mantida pelo Instituto Innovare, uma associação sem fins lucrativos, com a parceria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, da CONAMP, da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), da Associação Nacional dos Defensores Públicos (ANADEP), da Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE), do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA), com o apoio do Grupo Globo.

Premiação em 2017