Quinta, 08 Mai 2014 08:40

CONAMP questiona no STF resolução do TSE

Na qualidade de amicus curiae, a CONAMP pode se manifestar sobre a ADI que questiona a resolução 23.3896/2013 do TSE

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP) ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF), na qualidade de amicus curiae,na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5104, proposta pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, questionando a resolução 23.3896/2013 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que proíbe o Ministério Público de requisitar à Polícia Federal instauração de inquérito policial contra crimes eleitorais. O ingresso como “amiga da corte” permite que a CONAMP se manifeste mesmo sem ser parte do processo.

A CONAMP, que tem por finalidade a defesa dos princípios e garantias institucionais do Ministério Público, concorda com Rodrgio Janot que a resolução do TSE ofende fundamentos do processo penal brasileiro e dispositivos constitucionais, como o princípio da legalidade e do juiz natural. Assim como o procurador-geral da República, a CONAMP considera ainda que a manutenção da resolução 23.3896/2013 poderá elevar a impunidade dos crimes eleitorais, desequilibrar o processo eleitoral e macular a legitimidade do próprio regime democrático.

No dia 14 de janeiro, a CONAMP já havia publicado nota de repúdio à resolução em conjunto com demais entidades representativas do Ministério Público.

Clique aqui para ler a íntegra da ADI 5104 

Clique aqui para ler a nota de repúdio da CONAMP e entidades representativas do MP contra a resolução do TSE

Não perca nenhuma novidade!

Fique por dentro das notícias sobre o Ministério Público

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

ASSOCIAÇÕES AFILIADAS



 

CONAMP Informa

CONAMP Notícias

Quer ainda mais novidades? Assine nossa newsletter!

Loading, please wait..