Terça, 11 Junho 2019 18:04

Em reunião com subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Frentas reforça pedido de veto à Medida Provisória 871

Dirigentes da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) reniram-se nesta terça-feira (11) com o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, Jorge Antônio de Oliveira Francisco.

O coordenador da Frentas, Ângelo Fabiano, entregou a ele cópia do ofício enviado ao presidente da República solicitando veto à alteração feita na Medida Provisória 871/2019, que condicionou o pagamento da pensão por morte a cônjuges e companheiros à comprovação de dependência econômica. Para as entidades de classe, há inconstitucionalidade formal e material inserida na Medida Provisória durante a tramitação legislativa.

De acordo com a Frentas, se a alteração for sancionada, poderá fulminar, por completo, o direito à pensão por morte do cônjuge ou companheiro que exerça alguma atividade econômica, o que é profundamente injusto.

Um estudo elaborado pela CONAMP e coordenado pelo promotor associado Renato Kim, da Associação Paulista do Ministério Público, foi utilizado como subsídio principal na redação do ofício.

 

Não perca nenhuma novidade!

Fique por dentro das notícias sobre o Ministério Público

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

ASSOCIAÇÕES AFILIADAS



 

CONAMP Informa