Quarta, 04 Dezembro 2019 09:39

Na categoria MP, prática do Mato Grosso vence 16º Prêmio Innovare

O Prêmio Innovare anunciou nesta terça-feira (04), na sede do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, as boas práticas vencedoras da 16ª edição. O 1º vice-presidente da CONAMP, Manoel Murrieta, participou da solenidade de entrega. 

Na categoria Ministério Público, entre 166 inscrições, venceu a iniciativa “Olha da Mata – Coibindo o desmatamento ilegal em tempo próximo ao real”, do Mato Grosso. O promotor de justiça Cláudio Angelo Correa Gonzaga e o engenheiro florestal José Guilherme Roquette são os autores. Em parceria com instituições de monitoramento por satélite (alertas GLAD e VIIRs, da plataforma Global Forest Watch), o Ministério Público do Mato Grosso coíbe o desmatamento ilegal na região. Ao receber o alerta, a informação é cruzada com bancos de dados a que o Ministério Público possui acesso. Assim, o imóvel e o proprietário são identificados e o responsável pela área é notificado pelos Correios, para que cesse o desmatamento irregular. A iniciativa é bem vista inclusive pelos proprietários notificados, que comemoram o fato de serem notificados antes que o dano seja irreversível.

“O Ministério Público tem a seu favor a possibilidade de inversão do ônus da prova, quando se trata de ações de reparação da degradação ambiental. Ainda que o alerta seja apenas uma probabilidade de desmatamento, à luz do princípio da precaução, podemos agir com o mero recebimento dos alertas, encurtando o tempo de reação do Ministério Público para alguns dias após o início do fato. Normalmente essa reação levaria vários meses para acontecer”, explica o promotor.

Na fase final da premiação doze práticas, escolhidas num universo de 617 iniciativas, estavam na disputa. São Paulo teve três práticas entre as premiadas. As demais escolhidas para o prêmio máximo são dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima. Também foi premiada com o Destaque a prática Ressocialização Prisional, de Curitibanos, em Santa Catarina. Outras seis práticas, que receberam menção honrosa, são dos estados da Bahia, Ceará, Santa Catarina, Tocantins, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. As outras seis práticas finalistas comemoraram as menções honrosas.

Confira as práticas premiadas:

• Prática Destaque, sob o tema “Promoção e Defesa dos Direitos Humanos” – Curitibanos (SC)

Total de inscritos com o tema Direitos Humanos: 419 práticas

Prática vencedora: Ressocialização no Sistema Prisional

Autor: empresário Nilso Berlanda


• Categoria Tribunal – São Paulo (SP)

Total de inscritos: 48 práticas

Prática vencedora: Trampo Justo

Autor: Tribunal de Justiça de São Paulo – Juiz Iberê Dias



• Categoria Juiz – São Paulo (SP)

Total de inscritos: 100 práticas

Prática vencedora: Magistratura para Todos

Autores: juízes Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo, José Eugênio do Amaral Souza Neto, Laura de Mattos Almeida, Jarbas Luiz dos Santos, Alexandre Jorge Carneiro da Cunha Filho, Augusto Bruno Mandelli, Maria 

 

• Categoria Ministério Público – Itiquira (MT)

Total de inscritos: 166 práticas

Prática vencedora: Olha da Mata – Coibindo o desmatamento ilegal em tempo próximo ao real

Autores: promotor de justiça Cláudio Angelo Correa Gonzaga e engenheiro florestal José Guilherme Roquette



• Categoria Defensoria Pública – Campo Grande (MT)

Total de inscritos: 78 práticas

Prática vencedora: Capacitação e Informação no Combate à Violência Obstétrica

Autores: Defensores públicos estaduais Thaís Dominato, Edmeiry Festi, Thaís Roque, Elaine França


• Categoria Advocacia – São Paulo (SP)

Total de inscritos: 58 práticas

Innocence Project Brasil

Autores: advogados Dora Cavalcanti, Rafael Tucherman e Flavia Rahal


• Categoria Justiça e Cidadania – Boa Vista (RR)

Total de inscritos: 167 práticas

Prática vencedora: Duas culturas e uma nação

Autora: Professora Simone dos Santos Catão


Práticas homenageadas 

  • Categoria Tribunal

Prática TSE contra Fake News – Brasília (DF)

Autor: Tribunal Superior Eleitoral – TSE – Ministra Rosa Weber

Prática Passando o Martelo Adiante – Fortaleza (CE)

Autores: Juízes Cíntia Menezes Brunetta e Leonardo Resende Martins

Prática Transparência nas Listas de Espera do SUS – Florianópolis (SC)

Autoras: Promotoras de Justiça Ariadne Clarissa Klein Sartori e Caroline Cabral Zonta

  • Categoria Defensoria Pública

Prática Estágio Especial – Salvador (BA)

Autores: Defensores Públicos Firmiane Venâncio, Gisele Aguiar e Gil Braga e ESDEP

  • Categoria Advocacia

Prática Núcleo de Atendimento Voluntário Itinerante (NAVI) – Augustinópolis (TO)

Autor: Advogado Irineu Vagner Junior Valoeis

  • Categoria Justiça e Cidadania

A Casa é Nossa – Rio de Janeiro (RJ)

Autora: Registradora Pública Sônia Maria Andrade dos Santos


Com informações e fotos do Innovare

 

Não perca nenhuma novidade!

Fique por dentro das notícias sobre o Ministério Público

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

ASSOCIAÇÕES AFILIADAS



 

CONAMP Informa